Optimized-StandingInTheRailway

Você está de pé no trilho do trem e nem sabia disso…

Compartilhe este artigo:

Encare os fatos. Todos os dias estamos em cima dos trilhos da linha férrea. O ponto em que estamos é na verdade um cruzamento por onde passam vários trens vindo e indo de direções diferentes. Os “trilhos” são o tempo e os “trens” são os nossos diversos compromissos e obrigações. Como driblar os trens com segurança e elegância? Continue lendo.

Tem algum trem chegando?

Você costuma dizer “meu aniversário está chegando” ou “a data de vencimento daquela conta está perto”. Temos a sensação de que o tempo flui num sentido fixo, e assim ficamos com a impressão de um movimento pra frente. Com isso, os compromissos parecem vir em nossa direção à medida que as datas se aproximam (como um trem que se aproxima rápido sobre os trilhos).

Veja por exemplo, a vida de um estudante. A sua rotina é marcada por muitos “trens”: tarefas, pesquisas, trabalhos e provas. Todas elas com suas datas de entrega e demandas de tempo para serem realizadas.

Todos nós temos datas de entrega de resultados, projetos com prazos apertados, contas, impostos e taxas que devem ser pagos, manutenções que devem ser feitas, assuntos que devem ser tratados, reuniões, telefonemas… A paleta de trens da vida é rica e variada.

Tem uma luz no fim do túnel. É o trem chegando…

Uma luz no fim do túnel
Quantas vezes você foi surpreendido por um trem que apareceu sabe-se lá de onde? Quantas vezes você esperou até o momento em que o trem estava a poucos metros de você para só então pôr-se em movimento saindo da frente? Se você já passou por isso, com certeza não foi culpa das estrelas, mas sim da desorganização e da procrastinação (o hábito de adiar ou deixar para depois).

Métodos para driblar os trens da vida

Método 1 (altamente inadequado!)
Você pode ficar parado, fazendo pouco ou praticamente nada a respeito do trem que se aproxima. Mas eu posso garantir que ser atropelado por um trem não é uma das experiências mais agradáveis da vida.

Quando acontece, temos que ver se sobrevivemos ou não e também ver quais foram os estragos. Geralmente os danos se refletem em:

  • perdas materiais
  • prazos não cumpridos
  • oportunidades perdidas ou adiadas
  • despesas finaceiras extras
  • imagem e reputação prejudicados

Método 2 (não recomendado, porém a preferência nacional)
Fugindo do trem
Você pode esperar até começar a ouvir o barulho do trem chegando e ter a visão dele crescendo, cada vez mais perto à medida que se aproxima de você em velocidade.

O método 2 é o preferido da nação brasileira.
Normalmente a descarga de adrenalina e o instinto de sobrevivência farão com que você reaja automaticamente, fazendo de tudo para sair da frente dele. Você se colocorá a salvo como puder, porém devido a urgência da situação e do pouco tempo disponível as suas ações tendem a ser mais instintivas e impensadas. Algumas vezes até… hummm… pouco éticas.

Este método traz uma carga denecessária de estresse, jogando seus adeptos de trem em trem, de urgência em urgência. Normalmente resulta em:

  • trabalhos de baixa qualidade, feitos de qualquer jeito
  • corre-corre de última hora
  • ineficiência para resolver as situações
  • soluções questionáveis

Método 3 (o melhor de todos!)
planejamento semanal
Este método convida a monitorar os arredores constantemente e identificar todos os trens que estão vindo ao nosso encontro. E daí planejar e decidir racionalmente como reagir a eles.

Faça assim:

  • semanalmente separe uma hora para revisar seus compromissos e obrigações das semanas seguintes. A sexta-feira à tarde ou durante o fim de semana são bons momentos para fazer essa revisão.
  • Durante essa hora você poderá com uma antecedência segura planejar ações, prazos e recursos para lidar com cada um dos trens. Faça a sua lista de tarefas.
  • Faça os cronogramas de trás pra frente. De acordo com a data final dos seus compromissos e obrigações calcule quanto tempo você necessita para se preparar e buscar os recursos necessários (materiais, informações, pessoas).
  • Marque em sua agenda (você tem uma agenda, certo?) as datas em que você vai começar a se preparar para cada trem.
  • Durante a revisão, verifique como está o andamento das ações anteriores.
Considere a sua revisão semanal um momento sagrado, uma espécie de reunião com você mesmo.Antonio Albiero

Conclusão
Fique de olho nos seus trens e mantenha-se despreocupado e feliz!

Conversemos
As analogias (como a deste artigo) têm uma grande capacidade de fazer com que vejamos as nossas situações de vida por ângulos e pontos de vista diferentes. Espero ter contribuído um pouco mais para a sua evolução pessoal.

Deixe seus comentários abaixo. Como este ponto de vista vai contribuir para a sua organização pessoal e paz de espírito? Alguma outra sugestão? Como você faz para se planejar?

FIQUE ATUALIZADO !
Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Deixe um comentário