Realização Pessoal e Plenitude de Vida.

O que é Realização Pessoal e Plenitude de vida. Você sabe?

Compartilhe este artigo:

Na minha experiência como coach verifiquei que pouquíssimas pessoas sabem definir claramente o que é Realização Pessoal e o que é Plenitude de vida.

E é aí que mora o perigo. Como você vai saber que alcançou algo se você não sabe claramente como esse algo é? É como procurar uma pessoa na multidão sem saber como ela se parece. Aí fica difícil, não é mesmo?

O objetivo deste artigo é trazer uma definição simples e clara para que você saiba perfeitamente bem o que significa realizar-se pessoalmente e ter plenitude de vida.

O que é Realização Pessoal? O que é Plenitude de Vida?

Primeiramente, gostaria de perguntar se você acha importante realizar-se na vida e também se acha importante viver sua vida em plenitude. O que você acha?

Para você, o que de verdade significa realizar-se na vida? E o que significa de verdade viver a sua vida em plenitude? Como você define essas duas coisas?

Pense um pouquinho e responda essas indagações antes de prosseguir a leitura.

Por que eu perguntei essas coisas para você? É porque na minha prática de Coaching tenho constatado que a grande maioria das pessoas responde que sim, que é muito importante realizar-se e viver a vida em plenitude.

Mas constato também que essa mesma grande maioria não consegue colocar em palavras claramente o que significam essas duas coisas.

Será que você sabe de verdade a diferença entre Realização Pessoal e Plenitude de Vida?

Para assegurar que você tenha um entendimento sólido sobre esses dois conceitos super-hiper-importantes, vou ajudar você a definir direitinho cada um deles. Porque, como disse acima, quando a gente sabe como algo é, fica bem mais fácil encontrar.

Se você visitar o dicionário, você vai encontrar vários significados para as palavras “realização” e “plenitude”. Vou fazer um recorte bem específico, em cima do contexto que estamos tratando, ou seja, a sua vida!

O que o dicionário diz é o seguinte:

  • Realização: é o cumprimento do seu objetivo ou meta de vida.
  • Plenitude: é satisfação, o estado do que se acha completo, total, integral, inteiro, cheio; superabundância, grandeza; completude.

Com base nessas definições, conclui-se que a realização pessoal é a experiência de conquistar aquilo que você planejou para a sua vida. Já a plenitude de vida é a satisfação de constatar que o que você conquistou é o que você realmente queria conquistar.

Para resumir bem resumidinho: realização pessoal é conseguir o que se quer enquanto a plenitude de vida é querer o que já se conseguiu.

Realização pessoal é conseguir o que se quer enquanto a Plenitude de vida é querer o que já se conseguiu.

Os quadrantes da Realização Pessoal

Como vai sua realização pessoal e sua plenitude de vida? Eu gosto de combinar esses elementos no quadro abaixo, que eu convido você a contemplar por alguns momentos.

Em qual quadrante você se encontra neste momento de sua vida?

Quadrante I : Realizado Sim, Plenitude Sim.
Neste quadrante estão os indivíduos que conquistaram suas metas e objetivos de vida e realmente constatam com alegria que tais conquistas fazem total sentido em suas vidas, estando satisfeitos e felizes com isso.

Quadrante II : Realizado Sim, Plenitude Não.
Este é o quadrante dos indivíduos que conquistaram suas metas e objetivos de vida, mas que mesmo assim estão insatisfeitos com isso pois constatam com tristeza e inquietude que tais conquistas não fazem sentido algum para suas vidas. Elas não trouxeram a satisfação esperada.

Quadrante III : Realizado Não, Plenitude Sim.
Uma rara situação. Apenas para indivíduos excepcionais, verdadeiras exceções à regra geral da humanidade. Estar neste quadrante significa que o indivíduo não alcançou suas metas e objetivos de vida (ou até mesmo nunca se deu o trabalho de colocar objetivos e metas para si?) mas, mesmo assim está verdadeiramente feliz e satisfeito com os resultados não planejados que alcançou.

Estar nesse quadrante também significa que a pessoa nem mesmo tem inquietudes a respeito.

Pode também significar que há algum nível de sofrimento e dor, mas que fazem sentido para o indivíduo (por exemplo, saber que está evitando que outros passem pela mesma dor e sofrimento).

Quadrante IV : Realizado Não, Plenitude Não.
Este é o quadrante mais populoso, onde mais pessoas se encontram. É o quadrante dos indivíduos que não conquistaram suas metas e objetivos (ou até mesmo nunca se deram o trabalho de colocar objetivos e metas para si mesmos) e muito compreensivelmente constatam que não encontraram ainda um significado para suas vidas. São assaltados por inquietudes, incertezas, medos e inseguranças.

Como posso usar este conhecimento a meu favor?

Acredito que agora você tem um melhor entendimento da diferença entre estar realizado e estar plenificado na vida.

A sua missão agora, caso decida aceitá-la, é passar o mais rapidamente possível para o Quadrante I, o quadrante das pessoas que têm realização pessoal e plenitude de vida.

Como posso me realizar e viver a vida em plenitude?

Primeiro passo:
Saber qual é o grande propósito e finalidade de sua vida. Qual é a sua missão de vida, afinal de contas?

A finalidade de vida envolve sua real vocação (do latim vocare, chamado), suas inclinações pessoais e profissionais, seus talentos e seus dons. É algo intrínseco e latente na alma.

Eis uma técnica para estimular a sua reflexão. Comece a perguntar-se todas as noites, antes de dormir, por 21 dias seguidos: qual é a finalidade da minha vida?

Antes que eu seja apedrejado pelos críticos de plantão, permita-me explicar que não há mágica alguma nessa pergunta. Trata-se simplesmente de fazer uma pergunta de qualidade, poderosa, para buscar sua resposta interior. Mude a qualidade da pergunta e você mudará a qualidade da resposta.

Afinal de contas, quando foi a última vez que você se perguntou qual é a finalidade de sua vida?

Ter uma finalidade definida é como ter “um Oeste para ir”. Quando você segue na direção do Oeste, não importa em quais cidades você chega (metas e objetivos), sempre terá mais oeste para continuar indo (finalidade de vida). Faz sentido para você?

Se a sua finalidade de vida é “ir para o Oeste”, não faz sentido mover-se em direção ao Leste, Norte ou Sul. Isso significaria que você está fugindo de sua finalidade de vida e consequentemente jogando contra sua plenitude.

Segundo passo:
Estabeleça metas e objetivos que estejam alinhados com a sua missão de vida. Isso irá garantir que você está estabelecendo metas que fazem sentido pessoal para você. Assim, quando você chegar lá terá a certeza de que suas conquistas lhe trarão satisfação pessoal.

Escrevi anteriormente este artigo aqui que vai ajudá-lo a refletir sobre metas e objetivos em diversas áreas de sua vida.

Terceiro passo:
TBC – tire a bunda da cadeira e trabalhe para que suas metas aconteçam. 🙂

Ter uma finalidade definida é como ter “um Oeste para ir”. Quando você segue na direção do Oeste, não importa em quais cidades você chega (metas e objetivos), sempre terá mais oeste para continuar indo (finalidade de vida).

Conclusão

Quando você domina a habilidade de produzir os resultados esperados na sua vida, passa a ter o poder da realização pessoal. Mas esse poder só terá sentido se for utilizado para estabelecer e criar uma vida que tenha significado, que traga plenitude.

Eu como coach, quero ajudar você não só a conquistar o que você quer mas que também desenvolva um senso de plenitude e significado com as suas conquistas. Se precisar de apoio nessa jornada, entre em contato com o Coach mais próximo e revolucione sua trajetória de vida.

Você tem uma definição própria para explicar o que é realização pessoal e plenitude de vida?

A definição do artigo de hoje fez sentido para você?

Adoraria ouvir o que você tem a dizer. Convido você a deixar sua opinião e comentários no espaço abaixo.

FIQUE ATUALIZADO !
Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Deixe um comentário