Controle Emocional

Será que você também faz parte desta estatística sobre inteligência emocional?

Compartilhe este artigo:

Estudos e pesquisas têm demonstrado que 4% da população mundial simplesmente não consegue identificar emoções. Entre os altos executivos e CEOs esse número pode chegar a 16%.

Sinônimo de baixa inteligência emocional.

A inteligência emocional é um dos pilares do seu sucesso profissional, familiar, pessoal e comunitário. Ela é formada por vários componentes, sendo um dos mais importantes o saber identificar emoções próprias e alheias. Aprenda uma técnica extremamente simples para aperfeiçoar esse aspecto de suas habilidades emocionais.

O poder das palavras

Em português nós temos apenas uma palavra para descrever água solidificada: gelo.

Já o povo esquimó, cujo ambiente é formado essencialmente por gelo, possui em sua língua sete palavras diferentes para ele. Por exemplo, uma palavra para o gelo fino e em pó, outra para o gelo encontrado em flocos grandes, uma outra palavra para o gelo que derreteu e recongelou etc.

Esquimós caminhando sobre a neve.

O que isso quer dizer? Quer dizer que se você visitasse o Ártico só veria “gelo” por todos os lados (e também sentiria na pele o frio intenso de quase -45º C). Como vivemos num país tropical, nosso arsenal linguístico só possui uma palavra para gelo.

Para os povos esquimós é muito importante saber diferenciar um tipo de gelo do outro, já que seu ambiente é essencialmente formado dele.

Assim, ao possuir mais palavras do que nós em seu vocabulário, o cérebro de um esquimó consegue perceber qual gelo é qual e para que serve: beber, construir iglus, caminhar em cima com segurança, etc..

Resumindo: o esquimó é mais “inteligente” do que você (em se tratando de gelo) porque possui mais palavras para identificá-lo e assim conseguir perceber coisas que você não conseguiria.

O mesmo acontece com a ciência, as artes e as profissões. Os praticantes desenvolvem um vocabulário específico relacionado com a sua atividade. Isso permite que eles diferenciem as nuances de seus respectivos ramos. Posso citar como exemplo termos médicos, nomes de ferramentas e palavras que descrevem situações, condições e técnicas de cada atividade.

O meu ponto aqui é simples: quanto mais palavras você conhecer e usar, mais munição o seu cérebro terá para conseguir ver, perceber e diferenciar as coisas de seu mundo.

Como isso vai melhorar a minha inteligência emocional?

Claro! Vamos aplicar este princípio para melhorar sua inteligência emocional.

Já escrevi um artigo anteriormente sobre o controle emocional. Não deixe de conferir.

Se eu te perguntasse hoje como você se sente, o que você me responderia? A maioria das pessoas normalmente responderia que se sentem bem ou se sentem mal.

A pergunta é: exatamente como bem ou exatamente como mal?

Se você se limitar a apenas estas duas palavras (bem e mal), você estará limitando sua percepção. Voltando ao nosso exemplo anterior, é como se seus sentimentos fossem só um tipo de “gelo”, percebe?

Além disso, “bem” e “mal” são palavras fortes demais para serem usadas o tempo todo para descrever suas emoções. Será que está tão mal assim?

Vamos melhorar isso. Veja as listas de palavras-exemplo a seguir. Quando foi a última vez que você usou estas palavras?

Eu me sinto bem.
Isso quer dizer que provavelmente eu me sinto:

Alegre
Contente
Aliviado
Animado
Apoiado
Apreciado
Calmo
Competente
Confiante
Descontraído
Entusiasmado
Eufórico
Exultante
Feliz
Poderoso
Satisfeito
Orgulhoso
Eu me sinto mal.
Isso quer dizer que provavelmente eu me sinto:

Abandonado
Abatido
Aborrecido
Aflito
Agressivo
Ansioso
Apreensivo
Arrependido
Assustado
Aterrorizado
Chateado
Confuso
Deprimido
Desamparado
Desapontado
Desapreciado
Desesperado
Desgostoso
Em pânico
Enciumado
Envergonhado
Sobrecarregado
Ferido
Frustrado
Furioso
Incerto
Inadequado
Indignado
Indigno
Infeliz
Inseguro
Irritado
Letárgico
Nervoso
Oprimido
Triste
Preso
Surpreso
Tímido

Conclusão

As listas acima não têm a pretensão de estarem completas. Deixo como um exercício emocional para você o desafio de encontrar mais palavras para descrever suas emoções de maneira precisa.

Passe a usar mais dessas palavras no seu dia a dia para descrever graus diferentes de emoções. Ao perceber quais são as diferenças, você terá muito mais condições de identificar e gerenciar suas emoções e as emoções das pessoas ao seu redor.

E então? Como você se sente hoje?

FIQUE ATUALIZADO !
Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

2 comentários sobre “Será que você também faz parte desta estatística sobre inteligência emocional?

    • Olá, Daniel!

      Fico feliz e grato que você tenha gostado da informação contida no artigo.
      Continue acompanhando e não esqueça de cadastrar-se na lista para receber as novidades em primeira mão.

      Sucesso para você!

Deixe um comentário