Início / Relacionamentos /

Amigos verdadeiros: o segredo para saber quem são

amigos se abraçando

Amigos verdadeiros: o segredo para saber quem são

No artigo de hoje vou falar um pouquinho sobre a amizade. E para começar, eu quero perguntar: como reconhecer os amigos verdadeiros? Na sua opinião, é possível que uma pessoa que você considera sua amiga possa trair você? O que você acha? Sim? Não?

A dor de uma traição

Talvez você até já tenha uma experiência pessoal para contar, quando aquela pessoa de seu círculo próximo tenha traído a sua confiança. Quem sabe você tenha sentido na própria pele (e no coração) a dor e a decepção de descobrir que uma pessoa que era razoavelmente especial para você vinha trabalhando contra os seus interesses e os seus objetivos.

A minha opinião sobre isso é a seguinte: essa pessoa que você chamava de “amigo”, não poderia ter sido chamado de amigo pra começo de conversa!

Por que as pessoas se decepcionam com seus amigos?

Tenho percebido na minha prática como Coach e Terapeuta que essa situação é até recorrente. Muitas vezes meus clientes usam a palavra “amigo” para quase todas as pessoas com quem elas mantêm algum tipo de contato frequente.

E por chamar todos de amigo, sem distinção, eles têm a expectativa de que todos eles irão se comportar de acordo com o que elas esperam de um amigo de verdade.

Infelizmente, ter uma só uma palavra para classificar as pessoas com quem você tem relações no dia a dia acaba sendo um ponto fraco, porque seu vocabulário acaba sendo pobre e limitante.

Sabe aquela pessoa muito simpática que você encontra de vez em quando, diz bom dia e conversa sobre o tempo? Pois é. Há quem chame de “amigo” até essas pessoas que elas encontram vez ou outra no elevador do prédio onde moram.

Se você tiver um vocabulário limitado assim, você terá poucas chances de fazer as distinções corretas com relação às pessoas ao seu redor. Daqui a pouco você estará falando coisas sensíveis de sua vida para as pessoas erradas.Ou se decepcionando com o comportamento delas. Afinal, todo mundo é amigo… Aí já viu, né?

Por conta disso, eu vou fazer um convite para você: use a escala que que eu vou mostrar daqui a pouco, uma escala que eu criei para ajudar a classificar corretamente quem é quem nas relações interpessoais no seu dia a dia. Ao estudar e usar essa escala, você notará que ficará mais fácil identificar quem pode ser considerado realmente seu amigo no sentido pleno da palavra.

Amor tem tudo a ver com os amigos verdadeiros

Antes de mais nada, para você entender como funciona a minha escala, precisamos falar um pouco sobre o amor.

Um pequeno teste. Se eu perguntasse quando foi a última vez que você disse “eu te amo” para um amigo ou amiga, como isso soaria para você? Seria estranho ouvir isso?

Não se você considerar que existem formas diferentes de amor.

Por exemplo, o amor da mãe pelos filhos é igual ao amor entre esposos? Não, não é. Apesar de nos dois casos reconhecermos que há amor, também reconhecemos que são diferentes tipos de amor.

Entre duas pessoas que se consideram amigas deve também existir um certo “amor” para que esse relacionamento possa ser classificado de verdade como uma amizade real.

Os gregos já sabiam

Os antigos gregos propuseram quatro formas distintas de amor. Vamos a elas.

  • Amor Ágape: o amor de Deus pelo homem e o amor do homem por Deus. Também o amor entre esposos e dos pais pelos filhos. Principal característica: é um amor que deseja o bem do amado.
  • Amor Eros: é a raiz da nossa palavra “erótico”. Principal característica: o desejo sexual e a admiração da forma física.
  • Amor Philia: é o amor entre iguais. Encontrado entre familiares, amigos e membros de uma comunidade. Principal característica: é leal.
  • Amor Storge: acontece especialmente numa família, entre seus membros. Também considerado o amor pela Pátria. Principal característica: Afeição, inclinação afetiva que surge naturalmente.

A escala para medir seus amigos

Usando os conceitos gregos de amor, criei a escala mostrada abaixo, que vai de zero amor (desconhecidos) até a presença forte dos quatro amores (amantes). Vale esclarecer que zero amor não significa ter ódio. Apenas significa que não há afeição alguma presente. Use o infográfico como referência para a conversa a seguir.

escala para medir amizade e os amigos verdadeiros.

A escala funciona assim:

  • Desconhecidos: nenhuma forma de afeição.
  • Conhecidos: amor storge fraco,que vem com a familiaridade dos encontros ocasionais.
  • Colegas: amor storge forte, que vem da convivência diária e das atividades em comum. Amor ágape entre fraco e médio.
  • Amigos: amor storge bem forte, amor philia médio que acrescenta a lealdade e amor ágape médio, com o desejo pelo bem do outro.
  • Amantes: amor storge, amor philia, amor ágape e todo o espectro de amor eros.

Para concluir

Com a ajuda dessa escala você agora tem condições de entender porque algumas pessoas que você antes chamava de “amigos” na verdade não passavam de conhecidos ou colegas, que não tinham o amor necessário para desejar o seu bem e ser leal a você.

Essa escala tem feito maravilhas para meus clientes e espero que seja útil para você também. Não só para você avaliar o relacionamento das demais pessoas em relação a você como também de você com relação às demais pessoas.

Você tem sido um amigo verdadeiro com as pessoas que você “ama”? Ou será que você não passa de um mero coleguinha?

Reflita sobre isso e deixe seus comentários. Quero saber qual é a sua opinião!

Junte-se a mais de 400 Pessoas
Entre para minha lista e receba GRATUITAMENTE dicas de coaching, orientações de carreira e conteúdos exclusivos com prioridade.

%d blogueiros gostam disto: